CATARATA

23/02/2022 às 16:04:58 (há 5 meses)
Saúde

Catarata

O que é catarata?

Catarata é uma opacidade parcial ou total da lente natural do olho (Cristalino). O cristalino fica no interior do olho, logo atrás da parte colorida do olho (íris) e é ele quem nos permite enxergar para longe e perto até termos menos de 40 anos.

 

Quais são as causas da catarata?

A causa mais comum de catarata é a senil, ou seja, o envelhecimento natural do cristalino ao longo da vida. Existe também a catarata congênita, na qual o bebê já nasce com catarata (forma mais rara) e causas secundárias como o uso crônico de corticoide, doenças metabólicas, diabetes, uveítes (inflamação intraocular), trauma e exposição excessiva à radiação ultravioleta.

 

Quais são os sintomas da catarata?

  • Baixa da visão;
  • Troca frequente dos óculos;
  • Visão nebulosa;
  • Enxergar brilhos e halos;
  • Perda do contraste das cores;
  • Dificuldade para ler, dirigir e andar;
  • Sensibilidade à luz.

 

Fatores de risco para desenvolver catarata:

  • Idade: uma em cada cinco pessoas com mais de 65 anos desenvolvem catarata. Essa proporção aumenta a partir dos 75, quando metade dos indivíduos tem a doença;
  • Após inflamação nos olhos;
  • Diabetes mal controlado;
  • Exposição exagerada e sem proteção à luz solar;
  • Tabagismo;
  • Uso prolongado de colírios à base de corticoides;
  • Traumas na região dos olhos.

 

Como faço o diagnóstico de catarata?

O diagnóstico de catarata é feito pelo médico oftalmologista através do exame dos olhos. A dilatação da pupila ajuda no diagnóstico e geralmente começa a aparecer após os 50 anos.

Caso seja visualizado a existência de catarata, exames mais específicos precisão ser realizados. Alguns desses exames são: Microscopia Especular, Paquimetria, Fundoscopia, Mapeamento de Retina, Retinografia, OCT (Tomografia de Coerência Ótica), PIO (Pressão Intraocular), Ultrassonografia ocular, Biometria, Aberrometria ocular.

 

Como é a cirurgia de catarata?

O tratamento da catarata é através de cirurgia. Não existem colírios ou qualquer outro tratamento clínico para correção desta opacidade do cristalino. O momento certo para operar depende da visão, do grau (dureza) da catarata e se a catarata está afetando as atividades do seu dia a dia.

A cirurgia atual é a Facoemulsificação, onde é realizada a microfragmentação e aspiração da catarata. A cirurgia é realizada com anestesia local e sedação, permitindo uma rápida recuperação do paciente. Após retirar a catarata, é colocada uma lente artificial no lugar. Essa lente fica para toda a vida e, geralmente, não é substituída. Através dessa lente é possível corrigir erros refrativos como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

 

Pós operatório

  • Geralmente o paciente recebe alta em até 2 horas após a cirurgia;
  • É necessária a utilização correta dos colírios e o comparecimento às revisões pós-operatórias;
  • Não carregar peso, entrar no mar ou em piscina nos primeiros 15 dias após a cirurgia;
  • Seguir as orientações médicas.